A Imprensa no Processo de Independência do Brasil

José Theodoro Mascarenhas Menck


R$36,00

Sexto livro da série de publicações lançadas em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil (1822-2022), A Imprensa no Processo de Independência do Brasil: Hipólito José da Costa, o Correio Braziliense e as Cortes de Lisboa de 1821, de autoria do consultor legislativo José Theodoro Mascarenhas Menck, resgata as circunstâncias da criação da imprensa no Brasil e seu papel fundamental no processo de nascimento da nação brasileira.

Os relatos, documentos e fatos históricos reunidos neste livro rememoram a trajetória do luso-brasileiro Hipólito José da Costa, fundador e editor do Correio Braziliense, primeiro jornal do Brasil e porta-voz das muitas inquietações e aspirações da população brasileira. A obra relata como o periódico foi acompanhando todo o processo da Independência, que teve início com a vinda da Família Real, em 1808, e termina com a efetiva Independência, em 1822, e descreve o legado do diplomata e jornalista Hipólito - defensor de ideias liberais e a favor da emancipação política -  com o rigor do estudo historiográfico, mas também com o relato de episódios que emocionam, divertem e, acima de tudo, nos fazem pensar.

Além de trazer a história da imprensa no Brasil, a publicação revela, a partir do estudo das origens e do importante papel da imprensa no país, as tensões e instabilidades de um país que, aos poucos, se reconhecia como sociedade independente e ansiava pela emancipação política.

A Imprensa no Processo de Independência do Brasil é um livro que deixa ensinamentos para os dilemas da comunicação em nosso tempo e acende reflexões sobre a importância da relação entre a imprensa livre e o Parlamento sólido, dois pilares da democracia e de uma sociedade livre.

Número da Edição:
Ano: 2022
Páginas: 226
Idioma: Português
ISBN: 978-65-87317-75-